OE2020

Alimentos com muito sal e açúcar fora das escolas

Alimentos com muito sal e açúcar fora das escolas

Os bufetes e as máquinas de "vending" nas escolas não vão poder vender alimentos com excesso de açúcar e de sal. A medida, apresentada pelo PAN e que mereceu o voto favorável do BE, PSD, PS e CDS-PP, vai constar do Orçamento do Estado para 2020.

A ideia é transpor para as escolas uma regra que já existe no Serviço Nacional de Saúde, através do Despacho n.º 7516-A/2016, publicado em Diário da República a 6 de junho de 2016. O diploma determinou que os centros de saúde e os hospitais, assim como toda e qualquer instituição do Ministério da Saúde, estão proibidos de ter máquinas de venda automática de alimentos com excesso de calorias e em particular com altos teores de sal, de açúcar e de gorduras processadas a nível industrial.

Ler mais na edição impressa ou na versão e-paper