O Jogo ao Vivo

Ensino Superior

Alunos carenciados só têm mais dois dias para concorrer a 65 mil bolsas

Alunos carenciados só têm mais dois dias para concorrer a 65 mil bolsas

O Programa Operacional Inclusão Social e Emprego, juntamente com a Direção Geral do Ensino Superior, vai atribuir cerca de 65 mil bolsas a estudantes do ensino superior que se encontram em situação socioeconómica mais débil. As candidaturas estão abertas até à próxima terça-feira, dia 20, e têm de ser submetidas online através de formulário eletrónico.

O Programa Operacional Inclusão Social e Emprego (PO ISE), juntamente com a Direção Geral do Ensino Superior, anunciou na passada sexta-feira a abertura de candidaturas a bolsas de estudo para alunos carenciados que frequentem o Ensino Superior. O programa conta com uma dotação de 94 milhões de euros e as candidaturas estarão abertas até às 18 horas da próxima terça-feira, dia 20. Estas devem ser submetidas online, através do formulário eletrónico no Balcão de Portugal 2020.

As 65 mil bolsas a atribuir destinam-se a jovens vindos de grupos sociais mais vulneráveis, de forma a promover as suas competências e potenciar a sua integração socioprofissional. Para se inscreverem, os estudantes têm de ter nacionalidade portuguesa ou residir em Portugal, não ter dívidas às Finanças ou Segurança Social, o rendimento per capita do agregado familiar tem de ser inferior a 9 484,27 euros/ano e ter um património mobiliário inferior a 106 368 euros.

PUB

O programa vai abranger apenas as instituições de ensino superior localizadas nas regiões Norte, Centro e Alentejo, mas o valor de financiamento das bolsas poderá ser diferente entre cada uma dessas regiões.

Relativamente ao período durante o qual o estudante recebe a bolsa este corresponde, geralmente, aos 10 meses que está inscrito no ano letivo mas poderá ser durante um período mais curto, caso o estudante esteja apenas a realizar um semestre (5 meses). Se o aproveitamento escolar do aluno corresponder ao estipulado nos critérios estabelecidos e o estudante mantiver as condições socioeconómicas que o tornaram elegível para se candidatar pela primeira vez, a bolsa pode ser mantida mas o estudante tem de requerer a renovação da mesma.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG