O Jogo ao Vivo

Alentejo

Amareleja volta a ter o recorde de temperatura: 43,8º no sábado

Amareleja volta a ter o recorde de temperatura: 43,8º no sábado

Os term​​​​​​ómetros atingiram, este sábado, os 43,8 graus na Amareleja, tendo sido essa temperatura máxima registada no país. As temperaturas vão começar a cair, mas o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) acredita que possam voltar a atingir níveis semelhantes ainda em agosto.

A temperatura máxima do dia de ontem - que se previa ser o mais quente do ano - não chegou a bater o recorde do país, registado precisamente na Amareleja, em agosto de 2003. Na altura, o termómetro subiu até aos 47,3 graus.

Ao JN, fonte do IPMA revelou que as temperaturas máximas registadas no sábado ficaram acima da média do país, mas abaixo dos recordes, ao contrário do que aconteceu em Espanha que terá registado um recorde de 47,4 graus em Córdoba.

As regiões mais fustigadas pelas temperaturas altas foram o Interior Norte e Centro e, também, o Alentejo. Já o Porto ficou-se pelos 22,3 graus de máxima.

"Fenómeno pontual de verão"

Os avisos meteorológicos em Portugal continental mantêm-se em vigor até este domingo. Na segunda-feira apenas continuam em Braga, Bragança, Vila Real, Alentejo e Faro, sendo que apenas estes dois últimos permanecerão sob alerta até terça-feira.

No entanto, a queda das temperaturas poderá não se manter até ao fim de agosto. Segundo o IPMA, é possível que os termómetros voltem a atingir níveis semelhantes aos de sábado daqui a duas semanas.

PUB

Ao JN, fonte do IPMA explicou que esta massa de ar muito quente é um "fenómeno pontual de Verão". Formou-se a partir de uma circulação de ar vinda do Norte de África, conjugada com um anticiclone em altitude que empurrou ar quente para a superfície.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG