Premium

Ameaças de patrões afastam emigrantes de férias em Portugal

Ameaças de patrões afastam emigrantes de férias em Portugal

Não vai ser um "querido mês de agosto" para metade dos portugueses que seriam esperados a partir de sábado nas fronteiras nacionais e que este ano decidiram não vir.

Há quem alegue quebra de rendimentos e medo de contrair o vírus com as deslocações, mas também há quem tenha sido pressionado pelos patrões estrangeiros a não viajar.

As ameaças denunciadas pelas comunidades portuguesas da Suíça e Alemanha dão conta que muitos patrões "aconselharam" os portugueses a não virem de férias a Portugal em agosto, advertindo-os de que não seriam pagos e estariam a pôr os seus empregos em risco caso tivessem de fazer quarentena no regresso.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG