DGS

Confirmados 23 casos de varíola dos macacos em Portugal

JN

Foto Álvaro Isidoro / Global Imagens

Mais nove casos de infeção pelo vírus Monkeypox foram confirmados em Portugal, totalizando 23, anunciou hoje a Direção-Geral da Saúde, adiantando que se aguardam os resultados relativamente a outras amostras.

Em comunicado, a DGS disse ainda que "os casos identificados mantêm-se em acompanhamento clínico, encontrando-se estáveis e em ambulatório". Entre as amostras disponíveis, foi identificada na quinta-feira, através de sequenciação, a clade (subgrupo do vírus) da África Ocidental, que é a menos agressiva.

Neste momento, afirma no comunicado, "estão em curso os inquéritos epidemiológicos dos casos suspeitos que vão sendo detetados, com o objetivo de identificar cadeias de transmissão e potenciais novos casos e respetivos contactos".

A autoridade de saúde apela às pessoas que apresentem lesões ulcerativas, erupção cutânea, gânglios palpáveis, eventualmente acompanhados de febre, arrepios, dores de cabeça, dores musculares e cansaço, para procurar aconselhamento clínico. Recomenda ainda que, "perante sintomas suspeitos, o indivíduo deverá abster-se de contactos físicos diretos".

A DGS continua a acompanhar a situação a nível nacional em articulação com as instituições europeias.

O vírus Monkeypox é do género Ortopoxvírus (o mais conhecido deste género é o da varíola) e a doença é transmissível através de contacto com animais, ou ainda contacto próximo com pessoas infetadas ou com materiais contaminados.

A doença é rara e, habitualmente, não se dissemina facilmente entre os seres humanos.

Esta é a primeira vez que é detetada em Portugal infeção pelo vírus Monkeypox.

Relacionadas