Sindicato

"Falha geral" nos sistemas informáticos dos Registos

Foto Arquivo

Os serviços de Registo sofreram, esta sexta-feira, "uma falha geral em todos os seus sistemas informáticos", o que "condicionou o trabalho efetuado pelos profissionais e atrasou ainda mais o atendimento dos utentes ", revelou a Plataforma Sindical dos Registos.

"O sucedido não é novidade para a Plataforma Sindical dos Registos ao reiterar que, não obstante as repetidas denúncias, estas são situações que se repetem cada vez mais e com maior frequência, fruto dos diversos problemas que as próprias aplicações informáticas têm, principalmente pela sua jurássica idade", refere um comunicado sindical.

Acresce - diz a Plataforma Sindical - que a este "cenário terceiro mundista se soma a falta de pessoal gritante em toda a estrutura" dos serviços de Registo.

Segundo estimativa da Plataforma, além da contratação de pelo menos 234 conservadores e de 1522 oficiais de Registo - que estão em falta no quadro - é igualmente "necessário rejuvenescer os sistemas aplicacionais que suportam a atividade do setor".

As alegadas deficiências no setor, que têm vindo a ser reiteradamente denunciadas pela Plataforma Sindical, motivaram a audição no parlamento esta semana da secretária de Estado responsável pelos Registos e Notariado, Anabela Pedroso, a requerimento do PCP.