Nomeações

Medina aproveita remodelação para reforçar Finanças

JN

Foto Paulo Spranger/ Global Imagens

O ministro das Finanças, Fernando Medina, foi buscar dois novos secretários de Estado, aproveitando a mini-remodelação de António Costa no Ministério da Economia e a chamada de António Mendonça Mendes para ser seu braço-direito como secretário de Estado Adjunto, substituindo o polémico Miguel Alves. O presidente da República aceitou esta terça-feira as propostas de António Costa de exoneração e nomeação de secretários de Estado no Ministério da Economia e das Finanças.

No Ministério da Economia, depois da demissão de João Neves, o novo secretário de Estado da Economia é Pedro Miguel Ferreira Jorge Cilínio. No Turismo, Comércio e Serviços, Rita Marques também sai, dando lugar a Nuno Jorge Cardona Fazenda de Almeida.

Já no Ministério das Finanças, António Mendonça Mendes deixa os Assuntos Fiscais e é o novo secretário de Estado Adjunto do primeiro-ministro, ocupando o cargo deixado vago por Miguel Alves. O novo secretário de Estado dos Assuntos Fiscais é Nuno Miguel Bernardes Coelho Santos Félix.

João Nuno Mendes deixa de ser secretário do Estado do Tesouro, sendo substituído por Alexandra Margarida Vieira Reis, e passa a ser secretário de Estado das Finanças, uma pasta que não existia neste Governo.

Sofia Batalha mantém-se na pasta do Orçamento.

A posse dos novos titulares terá lugar na próxima sexta-feira, 2 de dezembro, pelas 12 horas, informa o Palácio de Belém, num comunicado publicado no seu site.

Relacionadas