Partido

Nuno Melo acusa direção do CDS de substituir senadores sem aviso prévio

JN

Nuno Melo é candidato à liderança do CDS

Foto Lusa

O candidato à presidência do CDS-PP Nuno Melo acusou, esta quarta-feira, a direção do CDS de substituir "vários senadores" sem aviso prévio.

"Vários Senadores do CDS foram substituídos por outras pessoas escolhidas pela direcção do partido, sem que qualquer advertência acerca da intenção, ou uma simples palavra de agradecimento lhes fosse dada", escreveu Nuno Melo, numa publicação na sua página do Facebook, que é acompanhada de fotografias de alguns senadores que terão sido substituídos sem serem avisados previamente da razão.

Nuno Melo afirma ainda que a maioria dos senadores ainda "não sabe sequer" que foi substituída. "Esta não é uma forma digna de tratar os nossos melhores, a quem devemos consideração, respeito e muita gratidão. Nenhuma vontade de manter o poder, justifica uma conduta assim. E o CDS merece muito melhor", garantiu o candidato.

Numa nota enviada às redações, Francisco Tavares, o presidente da Comissão Organizadora do Congresso do CDS fala em "falsas acusações" e recorda que compete à Comissão Política Nacional a "composição variável do Senado do Partido" e que esses "mandatos têm duração limitada no tempo".

"As regras estatuárias de eleição e designação dos membros do senado não conferem nem autorizam a nenhum deles - por maior que seja a gratidão de que são credores - a expetativa de não serem substituídos", lê-se.

Francisco Tavares garante ainda que "tratará com equidistância e imparcialidade todas as candidaturas que se venham a apresentar, mas afiança que não se deixará instrumentalizar nem condicionar por pressões ou chantagens de nenhuma natureza".

Recorde-se que o centrista Nuno Melo anunciou a sua candidatura à presidência do partido no início deste mês, dizendo que "o CDS tem de voltar a ser um partido respeitado, o que implica recuperar o friso de credibilidade dos principais protagonistas e ter ideias muito claras e identitárias para Portugal".