Porto - Rio de Janeiro

Passageiro da TAP amarrado pela tripulação após fumar e agredir funcionário

JN

Foto Rádio Tupi

Um passageiro da TAP teve de ser amarrado depois de ter, alegadamente, agredido um comissário de bordo durante um voo que fazia a ligação entre o Porto e o Rio de Janeiro, na segunda-feira.

De acordo com a Rádio Tupi, emissora brasileira sediada no Rio de Janeiro que divulga a história e publica vários vídeos do momento, o caso aconteceu depois de o passageiro, de nacionalidade portuguesa, ter sido apanhado a fumar dentro da casa de banho do avião e de ter visto o seu passaporte apreendido.

Revoltado com a perda do documento, o homem terá começado a discutir com uma comissária de bordo, que o alertava para o risco do que acabara de fazer, partindo mesmo para a agressão a outro funcionário. Dois passageiros que testemunhavam o caso intervieram no sentido de travar o homem, que acabou por ser amarrado no chão do avião por elementos da tripulação.

Nos vídeos partilhados, é possível ouvir o passageiro, bastante alterado, a insultar a tripulação.

Contactada pelo JN, a TAP não reagiu ao caso concreto mas, em comunicado, sublinhou que a segurança de voo é a "prioridade máxima" da companhia aérea. "As nossas tripulações são treinadas de forma a executar as ações necessárias e adequadas, sempre no cumprimento dos procedimentos, regulamentos e leis aplicáveis, para assegurar que todos os passageiros acatam as regras de conduta e de segurança a bordo", informa a nota da empresa, que acrescenta ainda que "os crimes praticados a bordo por passageiros são reportados às entidades competentes e os seus autores entregues às autoridades policiais à chegada ao aeroporto de destino".