PS

Pedro Nuno Santos: "Se Rio acha que sou um papão, vote em Costa"

João Vasconcelos e Sousa

Foto Miguel A. Lopes/lusa

O ministro das Infraestruturas, Pedro Nuno Santos, entrou este sábado na campanha eleitoral do PS para enviar um recado ao líder do PSD: "Se o dr. Rui Rio acha que sou um papão, só tem uma solução: votar em António Costa", afirmou. Em Espinho, o também cabeça-de-lista ​​​​​por Aveiro pediu uma "maioria absoluta" como condição para o país ter "estabilidade".

A resposta de Pedro Nuno a Rio surgiu depois de este ter afirmado, no debate de dia 13 com Costa, que o ministro das Infraestruturas pode estar na calha para se tornar líder do PS após as eleições. Na altura, o presidente laranja falou mesmo numa possível cedência de ministérios ao BE: "É um perigo para o país", argumentou.

Mas, depois de enviado o recado na arruada, Pedro Nuno Santos quis sobretudo mostrar que tem o discurso bem alinhado com o de Costa, apelando à mobilização dos socialistas: "Só há uma forma de conseguirmos garantir que o país tem estabilidade e que o Governo tem o período necessário para fazer o seu trabalho: é dando uma grande maioria ao PS", considerou.

Ao ser questionado pelos jornalistas sobre que tipo de maioria tem em mente, não hesitou: "Maioria absoluta, claro. A maior maioria que pudermos ter para conseguirmos governar com estabilidade".

Já António Costa foi interrogado sobre se a nova geração do PS, encabeçada por Pedro Nuno, é mesmo "mais à Esquerda" do que a anterior. E falou num "partido plural": "Cada um tem as suas sensibilidades, mas temos um grande sentido de equipa. Ao contrário de outros, que gostam de excluir aqueles que não pensam exatamente como eles, nós gostamos desta diversidade".

O secretário-geral socialista fez questão de se mostrar em total sintonia com Pedro Nuno Santos: "Gosto muito de ter os melhores na minha equipa e gosto muito de ter o Pedro Nuno, porque é um dos melhores que nós temos", considerou.

Relacionadas