PGR

Presidência da República enviou há um mês denúncia envolvendo José Ornelas

JN/Agências

José Ornelas, bispo da diocese de Leiria-Fátima, assumiu que foram abafados casos de abusos sexuais de menores na igreja

Foto Nuno Brites / Global Imagens

A Presidência da República informou, esta terça-feira, que "enviou à Procuradoria-Geral da República (PGR), no dia 6 de setembro, uma denúncia envolvendo, nomeadamente, D. José Ornelas", sem especificar em que consiste essa denúncia.

Numa nota publicada esta terça-feira no sítio oficial da Presidência da República na Internet, lê-se que, "a 24 de setembro, o Presidente da República [Marcelo Rebelo de Sousa] confirmou a D. José Ornelas esse envio, já depois de este ter sido contactado pela comunicação social sobre este assunto".

No sábado, o Ministério Público confirmou estar a investigar o bispo José Ornelas, presidente da Conferência Episcopal Portuguesa, por alegado encobrimento de abusos sexuais, referindo ter recebido sobre esta matéria uma "participação provinda da Presidência da República".

De acordo com a nota hoje publicada, "a Presidência da República enviou à Procuradoria-Geral da República, no dia 06 de setembro, uma denúncia envolvendo, nomeadamente, D. José Ornelas" e, depois dessa data, "foi contactada por vários órgãos de comunicação social, para confirmar tal envio, o que naturalmente confirmou".

José Ornelas, bispo da diocese de Leiria-Fátima e presidente da Conferência Episcopal Portuguesa, assumiu em entrevista à CNN Portugal, na segunda-feira, que foram abafados casos de abusos sexuais de menores na Igreja Católica.

Relacionadas