Exclusivo

Andar a pé vai dar direito a deduções fiscais, incentivos e prémios

Andar a pé vai dar direito a deduções fiscais, incentivos e prémios

Estratégia Nacional para a Mobilidade Ativa Pedonal quer aumentar quota de deslocações pedonais para 35% até 2030. Plano está em consulta pública.

Deduções fiscais, incentivos financeiros e prémios para escolas e para municípios. São algumas das medidas propostas para pôr os portugueses a andar a pé nas deslocações diárias, deixando de lado o transporte individual e motorizado. A estratégia nacional para a mobilidade ativa pedonal, em consulta pública, quer transformar Portugal num país "orgulhosamente ativo" até 2030.

Não se faz por decreto, nem de um dia para o outro. É preciso alterar padrões de mobilidade, tornar o espaço pedonal mais seguro e acessível e promover estilos de vida ativos e saudáveis. A estratégia para a mobilidade pedonal complementa a estratégia da mobilidade ciclável, já em vigor.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG