Política

André Ventura acusa Ferro de o mandar calar e pede audiência urgente a Marcelo

André Ventura acusa Ferro de o mandar calar e pede audiência urgente a Marcelo

O deputado único do Chega, André Ventura, acusou esta quinta-feira o presidente da Assembleia da República, Ferro Rodrigues, de o ter mandado calar durante um debate parlamentar e anunciou um pedido de audiência urgente ao Presidente da República.

O parlamentar de extrema-direita declarou que espera ainda esta quinta-feira um pedido de desculpa formal por parte do segundo magistrado da nação.

O presidente da Assembleia da República, Ferro Rodrigues, advertiu o deputado do Chega por utilizar com "demasiada facilidade" as palavras "vergonha" e "vergonhoso" nas suas intervenções, acrescentando que é algo de desrespeita o parlamento e o próprio.

André Ventura estava a intervir no debate sobre a remoção de amianto de edifícios públicos e terminou discurso com críticas ao Governo por ter verbas para subvenções vitalícias, mas não as despender para a remoção daqueles materiais perigosos.

"Uma vergonha", afirmou o deputado do Chega, já entre alguma vozearia dos deputados.

Ferro Rodrigues afirmou, então, que Ventura "usa muitas vezes" as palavras "vergonha" e "vergonhoso", quando se dirige ao restante hemiciclo.

Em seguida, Ventura pediu a palavra para "defesa da honra", dizendo que um deputado pode utilizar "as expressões que entende" em nome "da liberdade de expressão", mas o presidente da assembleia respondeu que "não há liberdade de expressão quando se ultrapassa a liberdade dos outros".

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG