Premium

Antes de Joacine, outros deputados já se zangaram com os partidos

Antes de Joacine, outros deputados já se zangaram com os partidos

Deputada que fez o Livre sentar-se pela primeira vez no hemiciclo enfrenta processo interno. Parlamentares que passaram pelo mesmo recordam como é ficar sem apoio.

Joacine Katar Moreira pode tornar-se deputada independente, caso o Livre lhe decida retirar a confiança política. A parlamentar, que disse recentemente estar a ser vítima de um "golpe" por parte da direção, enfrenta um processo no Conselho de Jurisdição do partido que, pela primeira vez, chegou ao Parlamento. Antes dela, outros deputados já passaram por situações idênticas. O JN falou com três antigos deputados não inscritos que recordam as suas histórias.

Paulo Trigo Pereira é o caso mais recente. Independente eleito pelo PS em 2015, afastou-se porque foi falando "cada vez menos" no plenário. Ainda assim, garante que foi um processo "perfeitamente pacífico entre adultos que sabem ler os sinais mútuos". Recorda que cumpriu o "compromisso ético" assumido com o PS, ao votar sempre ao lado do partido nas questões centrais. Quis, por isso, cumprir o mandato, mesmo como independente, uma vez que se vota "em partidos, mas também em pessoas".

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG