O Jogo ao Vivo

Insólito

Antigo site do Governo promovia encontros amorosos

Antigo site do Governo promovia encontros amorosos

Um antigo site do Ministério dos Negócios Estrangeiros foi transformado numa plataforma de encontros amorosos. O Governo já foi alertado e, entretanto, o site foi desativado.

A página da internet em causa pertencia ao Ministério dos Negócios Estrangeiros e servia para promover encontros com cidadãos para discutir a União Europeia. Foi criada em abril do ano passado e designava-se "Encontros com Cidadãos". Pretendia promover, até fevereiro passado, um conjunto de reuniões para apelar "à participação democrática dos cidadãos e contribuir, assim, "para um melhor conhecimento das preocupações e anseios da sociedade civil" em relação à União Europeia".

Quando terminada a sua finalidade, o site em causa foi vendido. "Durante o período em que decorreu, a iniciativa contou com um sítio digital através do qual se disponibilizou informação aos cidadãos e processou a inscrição dos cidadãos em eventos de capacidade limitada. Após a conclusão da iniciativa, o sítio digital dos Encontros com os Cidadãos foi encerrado, tendo a informação sobre a iniciativa, incluindo o relatório nacional da iniciativa, transitado para o portal do Centro de Informação Europeia Jacques Delors", explica o Governo.

Por isso, o "domínio associado com a iniciativa voltou a estar disponível para aquisição". Segundo explicou ainda o Governo, ao jornal "Público", que avançou com a notícia, o site acabou por ser adquirido "por uma empresa privada que se dedica à promoção de encontros sexuais". "Tendo nós identificado esta situação, promovemos a alteração dos links associados com esta iniciativa, para que os cidadãos não fossem redirecionados para uma página que já não nos pertence", acrescenta o Executivo.

Portanto, a morada é exatamente a mesma, só que agora promovem "encontros seguros", "sexuais" e de "poliamor, relações a mais que dois". Dá ainda diversos conselhos para "ter sucesso" em encontros marcados através da Internet e como lidar com "infidelidade conjugal".

Alertado para essa situação, o Governo procedeu "a uma exaustiva pesquisa online hyperlinks associados com os Encontros Cidadãos", tendo solicitado a todas as entidades que colaboraram na iniciativa "e que ainda não teriam atualizado os respetivos hyperlinks para os redirecionarem". O site está atualmente indisponível.

Outros Artigos Recomendados