O Jogo ao Vivo

Exclusivo

Antigos combatentes vão protestar contra atrasos na entrega de cartões

Antigos combatentes vão protestar contra atrasos na entrega de cartões

Cerca de quatro dezenas de antigos combatentes da guerra colonial vão protestar, esta quarta-feira, em Lisboa para exigir a entrega dos cartões de ex-combatentes em falta. O título consagra o direito ao não pagamento de transportes públicos, à isenção de taxas moderadoras no Serviço Nacional de Saúde e à entrada gratuita em museus.

António Araújo da Silva é um dos rostos da manifestação. Tem 69 anos, combateu na Guiné e é um dos ex-combatentes que ainda não receberam o cartão. O irmão faleceu sem o ter recebido. Mas há mais "camaradas" à espera. "Há camaradas que faleceram e os familiares dizem-nos que a coisa que mais ansiavam era receber o cartão. Consideravam um reconhecimento da pátria e morreram sem o ter", lamentou o ex-combatente, criticando ainda a falta de respostas sobre os cartões em falta.

O protesto está marcado para as 9 horas, na escadaria do Ministério da Defesa. António Araújo da Silva e alguns colegas admitem ainda iniciar uma greve de fome até que obtenham o cartão ou uma garantia de que o irão receber o mais rápido possível. "Só saio de lá quando vir cartões nas mãos de ex-combatentes. Andamos 47 anos a aguardar que houvesse reconhecimento da pátria", afirmou António Araújo da Silva.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG