Covid-19

António Costa desloca-se esta terça-feira a Odemira

António Costa desloca-se esta terça-feira a Odemira

O primeiro-ministro, António Costa, vai estar esta terça-feira em Odemira, onde irá participar, por volta das 17.30 horas, numa reunião de trabalho e assinatura de protocolos.

Costa vai participar numa "reunião de trabalho e assinatura de protocolos tendo em vista dar resposta às necessidades habitacionais verificadas no concelho", informa o gabinete do primeiro-ministro. A reunião irá realizar-se pelas 17.30 horas, no Cine-Teatro Largo Sousa Prado.

O concelho de Odemira tem estado envolvido numa polémica nas últimas semanas devido à falta de condições dos trabalhadores sazonais migrantes e pela cerca sanitária em duas freguesias por causa da pandemia de covid-19.

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, afirmou esta terça-feira, em Caminha, que é preciso retirar "muitas consequências políticas" do caso dos imigrantes de Odemira.

"Em relação a Odemira, acho que tem de retirar muitas consequências políticas. Tem de se fiscalizar para saber como é por respeito à legalidade, tem de se apurar se há ou não uma situação que convida àquilo que são atuações criminais, tem de se pensar a sério no problema dos imigrantes que estão cá dentro, que trabalham", referiu.

PUB

O Governo já contestou a providência cautelar contra requisição civil do empreendimento Zmar, em Ondemira, apresentada pelos moradores do empreendimento. Na resposta, o Governo invoca "interesse público e nacional" e garante que, devido à "inexistência de outros complexos hoteleiros ou alternativas habitacionais", não há outra solução para realojar os 13 imigrantes que permanecem no Zmar.

"Na base da emissão da decisão de requisição civil estiveram - e continuam a estar - fortes e manifestas razões de interesse público, as quais correspondem à concretização dos deveres do Estado de defender a vida, a integridade física e a saúde de todos os portugueses e estrangeiros residentes em território nacional", lê-se na resolução assinada pelo primeiro-ministro e pelo ministro da Administração Interna, noticiada pela RTP.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG