O Jogo ao Vivo

Temperaturas elevadas

Apesar dos receios, dispositivo conseguiu "dar resposta" a incêndios

Apesar dos receios, dispositivo conseguiu "dar resposta" a incêndios

O anúncio de temperaturas elevadas fez recear um domingo com muitos incêndios, mas o dispositivo montado pela Proteção Civil conseguiu "dar resposta", disse Sérgio Trindade, adjunto de operações do Comando Nacional de Emergência e Proteção Civil.

Pelas 20 horas, a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil dava nota que 32 dos 74 incêndios que ocorreram no país ainda não estavam totalmente extintos. Estavam a ser combatidos por 973 bombeiros, apoiados por 257 veículos e 20 meios aéreos.

A maioria dos incêndios concentrou-se na "região norte e centro do país", disse o adjunto nacional. Os que causavam maior preocupação eram os de Baião, Valpaços e Alenquer.

"Com o dispositivo que esteve no terreno, um pouco por todo o país, conseguimos reagir de uma forma precoce. Apesar de ter havido um número considerável, todos tiveram meios a atuar cedo e conseguimos dar resposta", considerou Sérgio Trindade.

Temperaturas descem

Na segunda-feira, ainda haverá "aviso amarelo de tempo quente para Braga, Vila Real, Bragança, região do Alentejo e Faro", adiantou a meteorologista Patrícia Marques, do Instituto Português do Mar e da Atmosfera. O resto do país deixa de ter aviso de tempo quente. Prevê-se um dia de céu pouco nublado ou limpo.

As máximas rondarão os 34 graus em Braga, Bragança, Vila Real e Santarém, no Alentejo e Faro chegará aos 37 graus.

PUB

Na terça-feira "só se mantém aviso amarelo para Évora, Beja, Portalegre e Faro", acrescentou a meteorologista. Depois as temperaturas começam a descer gradualmente.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG