O Jogo ao Vivo

Exclusivo

Aprender coisas úteis e fomentar a criatividade com a robótica

Aprender coisas úteis e fomentar a criatividade com a robótica

Alunos do Centro Escolar de Esporões, em Braga, usam o pensamento computacional para resolver problemas em várias áreas. Resultados refletem-se nas notas.

Na mesa da Maria, do João e da Dânia, há massa e marshmallows para construir torres. Na secretária onde está a pequena Cecília, aprende-se a fazer circuitos elétricos. Luísa posiciona-se em frente a uma tela verde e serve de modelo para brincar com aplicações de realidade aumentada, enquanto o amigo Gil mostra a máquina que construiu em casa e, na sala ao lado, Ana e Gabriela dão lições de cidadania. No clube de robótica do Centro Escolar de Esporões, em Braga, as crianças não aprendem apenas a fazer robôs. Usam o pensamento computacional para resolver problemas em várias áreas. E, no final do ano letivo, os resultados refletem-se na pauta.

Para Gil Cruz, que nem gostava de inglês, "já é chato" não ter a disciplina todos os dias. Ganhou uma motivação extra, no terceiro ano, altura em que entrou naquela escola e começou a participar nos desafios do clube da robótica, a que chamam "Clube dos pequenitos". As atividades são articuladas com o currículo de todas as disciplinas, por isso, os cerca de 80 alunos, desde o 1º ao 4º ano, passam pela experiência.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG