Balanço

Área Metropolitana do Porto tem um em três infetados de todo o país

Área Metropolitana do Porto tem um em três infetados de todo o país

Alucinante, em concelhos como Vale de Cambra ou Arouca, onde a Covid-19 disparou 200% e 91%, entre quinta e sexta-feira. Arrepiante, no Porto e em Vila Nova de Gaia, que concentram 605 casos (+8% em 24 horas).

Preocupante, quando os dados dizem que os 17 concelhos da Área Metropolitana do Porto totalizam 1604 infetados com coronavírus - 31% do total nacional de 5170 - e 44% das mortes (mais 11 num dia).`

Devido a mais de duas dezenas de casos identificados na Unidade de Cuidados Continuados da Santa Casa da Misericórdia, Resende é o concelho do país com mais casos por dez mil habitantes: 31,25. Segundo cálculos da Associação Portuguesa de Geógrafos (APG), segue-se Ovar (26,79), Vila Real (19,65), Porto (15,93), Maia (15,9) e Valongo (15,39).

valores relevantes

"Mais do que olhar para um mapa com o número de casos por região, é importante ver o número de casos por dez mil habitantes, que é o que nos dá a verdadeira dimensão do problema", explicou Rio Fernandes, presidente da APG. "Cem casos não significam o mesmo no Porto ou em Ovar", completou. Admitindo que a taxa de 15,93 casos por dez mil habitantes do Porto "é baixa, estatisticamente, tal como são inclusive as mortes em Itália", o geógrafo explicou que tais valores servem para "alertar, prevenir e ter noção de onde é preciso ter mais cautelas".

Gaia, Maia, Valongo e Gondomar já tinham pedido uma cerca sanitária semelhante à de Ovar à Administração Regional de Saúde do Norte, mas foi recusada [ler na página 9].

PUB

pico no fim de maio

Apesar do aumento de 902 casos em 24 horas, estamos longe do pico, que a Direção-Geral da Saúde calcula agora que venha a situar-se "no final de maio", com um "número de casos superior ao calculado" inicialmente, segundo Graça Freitas. A diretora da DGS acrescentou que "vamos encontrar casos que a China deixou passar".

Alguns desses casos começarão a surgir quando forem reativados os cuidados de saúde primários. Marta Temido adiantou que está a ser estudada a retoma das consultas programadas em "hospitais limpos" com circuitos fechados para impedir a entrada da Covid-19. A ministra da Saúde teme o "risco de chegarem ao SNS os doentes com sintomas mais graves porque retardaram a ida ao hospital".

Atualmente, 89% dos casos estão em internamento domiciliário, 418 estão internados e 89 estão em cuidados intensivos. Cem morreram até ao final da semana e 43 recuperaram.

DGS contabilizou 764 profissionais positivos

Desde o início da epidemia em Portugal, a 2 de março, a Direção-Geral da Saúde já contabilizou 764 profissionais de saúde cujo teste deu positivo para o coronavírus. O Sindicato dos Enfermeiros, representante de 7500 profissionais, vai avançar com uma providência cautelar contra o Estado devido à falta de material e de proteção dos profissionais para enfrentarem a pandemia de Covid-19. A iniciativa é um "alerta ao Estado" pelas carências do Serviço Nacional de Saúde que "colocam em risco" os enfermeiros e os doentes.

40 mil testes foram efetuados em Portugal, de 1 a 26 de março, segundo a ministra da Saúde. Mais 200 mil testes chegam amanhã da China.

Cem toneladas a chegar - Entre amanhã e depois, chegam a Portugal cem toneladas de equipamento de proteção individual (máscaras, respiradores, batas, fatos, toucas, luvas).

Ensaios experimentais - Portugal vai participar em ensaios clínicos em coordenação com a Organização Mundial de Saúde, anunciou o presidente do Infarmed. A reserva central de medicamentos vai incluir, por isso, drogas que ainda têm evidências limitadas, como Hidroxicloroquina (usado na malária) e Lopinavir/Ritonavir (VIH).

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG