Saúde

ARS Norte vai ao Parlamento esclarecer surto de legionela

ARS Norte vai ao Parlamento esclarecer surto de legionela

A Administração Regional de Saúde do Norte (ARS/Norte) e as delegações de saúde de Matosinhos, Vila do Conde e Póvoa de Varzim vão ser ouvidas no Parlamento para esclarecer o surto de legionela. O pedido do PCP foi aprovado, por unanimidade, esta quarta-feira, na Comissão de Saúde. A audiência tem carácter de urgência, pelo que é expectável que decorra até ao final do mês.

O PCP pediu esclarecimentos a 12 de novembro. Nunca vieram. Com a origem do surto por identificar, perante o silêncio da ARS/Norte e depois de o JN ter denunciado a demora nas inspeções às empresas, os comunistas exigem, agora, respostas: querem saber que ações foram tomadas e quando e o que está ainda a ser feito para descobrir o foco de contágio. Paula Santos, do PCP, atendendo à "gravidade da situação", a comissão de Saúde deve diligenciar para que a audição seja "o mais breve possível".

No total, o surto atingiu 89 pessoas, 14 das quais morreram, dos concelhos de Matosinhos, Vila do Conde e Póvoa de Varzim. É, até agora, o mais mortal de sempre registado em Portugal.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG