Exclusivo

As forças e fraquezas dos partidos

As forças e fraquezas dos partidos

Quem são os eleitores de cada partido? Que idade têm? São ricos ou pobres? Onde vivem? De que partido se transferiram? Respostas que os inquéritos de opinião eleitorais (mais conhecidos por sondagens) também ajudam a esclarecer. Por detrás das projeções de resultados globais escondem-se grandes diferenças.

Ao longo dos últimos três meses, a Pitagórica fez, para o JN, três barómetros que, somados, ultrapassam os dois mil inquéritos. Fomos observar todos os detalhes e deixamos aqui as conclusões. Sendo certo que, quando se analisam os segmentos de uma amostra (seja a idade, o posicionamento social e o rendimento, ou a região), as margens de erro aumentam consideravelmente.

Os resultados não devem nunca ser vistos como projeções de resultados, apenas como indicadores de tendências. Um último alerta: quanto mais pequeno for um partido, menos fiáveis as leituras. Mas há exceções. Mesmo segmentos diminutos podem revelar uma surpreendente coerência de inquérito para inquérito.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG