O Jogo ao Vivo

Covid-19

As personalidades com quem Marcelo esteve na última semana

As personalidades com quem Marcelo esteve na última semana

Marcelo Rebelo de Sousa acusou positivo ao novo coronavírus, esta segunda-feira ao início da noite, depois de realizar um teste de diagnóstico PCR. Entretanto, várias personalidades com quem contactou publicamente nos últimos dias já se colocaram em isolamento preventivo.

O inquérito epidemiológico já foi realizado a Marcelo Rebelo de Sousa pelo delegado de saúde, que estará já a avaliar os seus contactos de risco para definir quem ficará obrigatoriamente de quarentena, segundo a Presidência da República.

Marcelo está assintomático. Esteve em contacto no passado dia 4 de janeiro com um elemento da Casa Civil, o assessor de imprensa Paulo Magalhães, que testou positivo à covid-19 dois dias depois, a 6. As autoridades de saúde consideraram o contacto de baixo risco, pelo que o chefe de Estado não foi colocado de quarentena e continuou a participar nos debates televisivos entre candidatos presidenciais.

Ainda nessa segunda-feira, dia 4, o presidente da República recebeu os líderes dos partidos políticos com representação parlamentar para os ouvir sobre a renovação do estado de emergência, altura em que terá estado com o vice-presidente do PSD Salvador Malheiro, que no último domingo adiantou estar infetado com o coronavírus. No mesmo dia, o chefe de Estado participou no funeral de Carlos do Carmo.

Apesar de Marcelo ter estado com bastantes pessoas nos últimos dias, isso não implica que todas venham a ficar em isolamento profilático, já que cabe às autoridades de saúde avaliar o grau de risco da exposição ao vírus e determinar ou não a quarentena.

Daniel Oliveira foi das primeiras figuras públicas a anunciar o isolamento preventivo imposto pelas autoridades de saúde, durante a madrugada desta terça-feira na sua conta no Twitter. O jornalista e comentador político tinha entrevistado no dia anterior o candidato à Presidência da República Marcelo Rebelo de Sousa para o seu podcast "Perguntar Não Ofende". Uma equipa da SIC também esteve no local a gravar o início do programa, conforme referia numa das suas publicações.

PUB

Clara de Sousa também se colocou, esta segunda-feira à noite, em isolamento "por precaução, por ter moderado, sem máscara, o debate de quarta-feira [passada] com Marcelo Rebelo de Sousa" e André Ventura, apesar da "distância grande" a que estavam, anunciava a pivot do "Jornal da Noite" da SIC, no Facebook.

A jornalista adiantou que estava bem, sem sintomas de covid-19, e que iria submeter-se ao teste de diagnóstico. O diretor de Informação daquela estação televisiva, Ricardo Costa, referia esta segunda-feira na SIC Notícias que "a SIC está a seguir todas as diretrizes da Direção-Geral da Saúde. A carga viral do Presidente no dia 6 de janeiro era praticamente nula, de qualquer forma a Clara será testada na próxima quarta-feira".

João Ferreira defrontou-se com Marcelo Rebelo de Sousa no debate da TVI para as Presidenciais, moderado pelo jornalista Pedro Mourinho, logo no dia 4 de janeiro. O também eurodeputado comunista anunciou, entretanto, estar a aguardar indicações das autoridades sanitárias para saber se poderia participar nas ações de campanha agendadas para esta terça-feira.

André Ventura foi dos primeiros candidatos à Presidência da República a anunciar que ficará em isolamento a aguardar instruções das autoridades de saúde. O líder do Chega participou no debate para as eleições frente a Marcelo Rebelo de Sousa, na passada quarta-feira, dia 6 de janeiro.

Vitorino Silva debateu com Marcelo Rebelo de Sousa, na última quinta-feira, dia 7, na RTP, tendo Carlos Daniel como moderador. Tino de Rans, como é mais conhecido, já disse ter contactado a linha SNS24 que lhe respondeu "não ser um contacto de risco", afiança. O candidato mantém, assim, as ações de campanha planeadas.

Ana Gomes esteve em contacto com o candidato Marcelo Rebelo de Sousa no frente a frente para as Presidenciais na RTP, no passado sábado, dia 9. Carlos Daniel foi novamente o moderador. A socialista decidiu suspender a campanha pelo menos até ser testada e conhecer o resultado do teste.

Marisa Matias esteve em contacto com Marcelo Rebelo de Sousa no debate televisivo de 2 de janeiro, na RTP, moderado por Carlos Daniel. A também eurodeputada bloquista já suspendeu a sua agenda como candidata presidencial até obter o resultado do teste à covid-19, realizado no âmbito da viagem às ilhas. O seu contacto com o presidente não foi considerado de risco pela linha SNS24, à qual ligou por sua iniciativa, dizia esta segunda-feira à noite no Twitter.

Vasco Cordeiro foi condecorado pelo Presidente da República na última sexta-feira, dia 8. O ex-presidente do Governo Regional dos Açores recebeu a Grã-Cruz da Ordem Militar de Cristo.

Outros líderes políticos e artistas

Foi ainda no passado dia 4 de janeiro, que os líderes dos partidos com assento na Assembleia da República estiveram em audiência com o chefe de Estado, em Belém, no âmbito da renovação do estado de Emergência.

Marcelo Rebelo de Sousa partilhou a sala com diversas pessoas, entre elas Jerónimo de Sousa e João Oliveira, do PCP; José Luís Carneiro e Ana Catarina Mendes, do PS; Pedro Filipe Soares e Beatriz Dias, do Bloco de Esquerda; André Silva e Inês Sousa Real, do PAN; Mariana Silva e José Luís Ferreira, do PEV; André Ventura e Diogo Pacheco de Amorim, do Chega e João Cotrim de Figueiredo e Carla Castro, do Iniciativa Liberal. O PSD foi representado, não pelo líder Rui Rio, mas pelos vice-presidentes, David Justino e Salvador Malheiro, que se soube seis dias depois estar infetado com o novo coronavírus. Os intervenientes usaram máscara no encontro.

A 5 de janeiro, antes de ser conhecido o diagnóstico positivo do assessor de Marcelo, o presidente da República marcou presença no concerto inaugural da Presidência Portuguesa do Conselho da União Europeia, no Centro Cultural de Belém, onde também estiveram o primeiro-ministro, António Costa, o presidente do Conselho Europeu, Charles Michel, o presidente da Assembleia da República, Ferro Rodrigues, e a ministra da Cultura, Graça Fonseca.

O concerto contou com a atuação da Orquestra Sinfónica Portuguesa, dirigida pela maestrina Joana Carneiro, dos fadistas Carminho, Ana Moura, Sara Correia e Camané, e da guitarrista Marta Pereira da Costa.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG