Segurança

Associação anuncia fatos flutuantes e novos rádios para pescadores

Associação anuncia fatos flutuantes e novos rádios para pescadores

Cinco mil fatos flutuantes, rádios para comunicar até cerca de 500 milhas de distância e mecanismos de alertas à tripulação em caso de doença súbita são algumas novidades apresentadas pela Associação Pró-Maior Segurança dos Homens do Mar.

A Associação Pró-Maior Segurança dos Homens do Mar, localizada na Póvoa de Varzim, que recebe na quinta-feira a condecoração da Ordem de Mérito pelo Presidente da República, tem em marcha um conjunto de iniciativas no âmbito do programa operacional Mar 2020 que prevê equipar 150 embarcações com rádios que permitem comunicar até cerca de 500 milhas de distância, disse José Festas, presidente daquela associação.

Em declarações à Lusa, José Festas explicou que o projeto "Segurança é Viver III" prevê também adquirir "cinco mil fatos flutuantes" para os trabalhadores do mar e prevê equipar "170 embarcações com o denominado "sistema de homem morto na ponte", uma espécie de alerta que avisa, de hora a hora, o mestre de embarcação e se caso tiver adormecido ou sofrido alguma uma doença súbita, é feito um aviso à tripulação.

Investir em comunicações por satélite e "308 mil euros para formação" são outras iniciativas previstas no programa operacional Mar 2020, acrescentou José Festas.

Em fevereiro deste ano, o presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, anunciou que ia atribuir a Ordem de Mérito à Associação Pró-Maior Segurança dos Homens do Mar da Póvoa de Varzim, por ser um exemplo para uma "cultura de segurança no mar".

"O mérito da Associação Pró-Maior Segurança dos Homens do Mar deve ser reconhecido pelo Estado português. As condecorações devem servir também para apontar para o futuro", declarou na altura Marcelo Rebelo de Sousa.

José Festas confirmou à Lusa que a condecoração vai ser entregue na próxima quinta-feira, dia 15 de junho, àquela associação de homens do mar, criada em 14 de março de 2007, na sequência de um acidente onde morreram seis pessoas a menos de dez metros da praia.

PUB

A Associação Pró-Maior Segurança dos Homens do Mar, localizada na Docapesca da Póvoa de Varzim, conta com 700 embarcações associadas e seis mil homens, sendo considerada a maior associação deste género em Portugal.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG