O Jogo ao Vivo

Nacional

Associação de Municípios faz apelo à serenidade no combate a incêndios

Associação de Municípios faz apelo à serenidade no combate a incêndios

A Associação Nacional de Municípios Portugueses (ANMP) fez, esta terça-feira, um apelo à serenidade e à união entre todos nas operações de socorro decorrentes dos incêndios florestais.

O presidente da Associação Nacional de Municípios Portugueses (ANMP), Manuel Machado, nega que esta mensagem seja uma resposta ao primeiro-ministro.

"O primeiro-ministro falou num contexto específico e há autarcas que, em desespero e no momento, também dizem coisas irrefletidas. Este apelo não é resposta a ninguém, é para que se mantenha o foco na solidariedade e no auxílio, em vez de outras variantes", justifica Manuel Machado.

O presidente da ANMP afirma que a Associação tem a certeza que todos os intervenientes estão a fazer tudo para que as operações de socorro e combate estejam a correr pelo melhor possível.

António Costa disse, na segunda-feira, que os autarcas são os "primeiros responsáveis pela proteção civil em cada concelho", ao responder a críticas como a do vice-presidente da Câmara de Vila de Rei sobre a prevenção dos incêndios. "Eu não faço comentário enquanto os incêndios e as operações estão a decorrer e, sobretudo, não digo aos que são os primeiros responsáveis pela proteção civil em cada concelho, que são os autarcas, o que é que devem fazer para prevenir, através da boa gestão do seu território, os riscos de incêndio", afirmou.

Já o vice-presidente da Câmara Municipal de Vila de Rei, Paulo César, disse que o concelho "está farto" de enfrentar chamas ano após ano e considerou que o "Estado voltou a falhar" na prevenção do incêndio deste fim de semana.