O Jogo ao Vivo

Exclusivo

Atraso das autoridades de saúde nas inspeções às torres apaga rasto da legionela

Atraso das autoridades de saúde nas inspeções às torres apaga rasto da legionela

Muitas limparam as torres de refrigeração antes da análise das entidades de saúde. ARS/Norte assegura que intervenção foi "atempada e ajustada".

O tempo que as autoridades de saúde levaram para atuar permitiu que muitas empresas limpassem as torres de refrigeração antes da inspeção que seria essencial para determinar a origem do surto de legionela que afetou os concelhos de Vila do Conde, Póvoa de Varzim e Matosinhos, infetando 88 pessoas e causando 11 mortes.

A demora terá ajudado a apagar o rasto da bactéria e, dois meses depois do início do surto, ainda não há certezas quanto à origem. Que poderá nunca ser conhecida. As autarquias de Vila do Conde e da Póvoa de Varzim já pediram uma reunião com a Delegação de Saúde.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG