Exclusivo

Aulas arrancam com falta de professores nas salas e nas reservas

Aulas arrancam com falta de professores nas salas e nas reservas

Diretores falam em "rutura iminente". Fenprof assegura que escolas vão ter dificuldade em conseguir substituições já a partir da próxima semana em diversas disciplinas.

Há horários ainda por preencher mas o maior temor dos diretores é que nas reservas de recrutamento já não há muitos docentes por colocar em algumas disciplinas para assegurar as substituições de baixas ou aposentações. A Fenprof fez contas e garante que nas escolas estão "menos 117 professores" do que há um ano.

"Até parece fácil e sabemos que nunca foi tão difícil abrir um ano letivo", afirmou ontem Tiago Brandão Rodrigues. Durante a visita à secundária Fontes Pereira de Melo, no Porto, o ministro assumiu que este "vai ser um ano de provação" mas, confrontado com a falta de recursos, denunciada pela Fenprof, Brandão Rodrigues voltou a frisar que nunca as colocações foram feitas tão cedo e a recordar o reforço feito em 2020.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG