Exclusivo

Aumentam casos de infeção respiratória em crianças pequenas

Aumentam casos de infeção respiratória em crianças pequenas

INSA deteta 159 ocorrências em maio e junho. Apesar de atípica, circulação era esperada devido ao confinamento.

Sucessivos confinamentos e isolamentos impediram os vírus respiratórios sazonais de circularem no outono/inverno. Com a abertura da sociedade, e como esperado pela comunidade médica, os vírus encontraram a sua oportunidade para circular. Resultado: aumentam os casos de infeções respiratórias, sobretudo em crianças mais pequenas. Atípico para a época do ano, mas sem razões para alarme.

Segundo explica a responsável pelo Laboratório Nacional de Referência para o vírus da Gripe e Outros Vírus Respiratórios do Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge (INSA), "desde outubro de 2020 foram detetados pelas redes de laboratórios hospitalares 202 casos de vírus sincicial respiratório (RSV), sendo cerca de 70% destes casos em crianças com idade inferior a cinco anos". Com particular incidência, revela Raquel Guiomar, em maio e junho, com 159 casos detetados. Quando, em período homólogo, não havia qualquer registo. Atualmente, adianta, "observa-se um número de casos positivos para o RSV e outros vírus respiratórios acima do observado em anos anteriores".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG