Exclusivo

Aumento do tráfego nas ex-scut não se deveu aos descontos

Aumento do tráfego nas ex-scut não se deveu aos descontos

Concessionária e utentes não atribuem a circulação de mais viaturas à redução do preço em vigor há um ano.

A 1 de julho do ano passado, em nove antigas autoestradas sem custos para o utilizador (scut), foram aplicados descontos de 50% nas portagens. A medida, na altura proposta pelo PSD e aprovada pelo Parlamento, no âmbito da Lei do Orçamento do Estado para 2021, beneficiou nove autoestradas: A17, A22, A23, A24, A25, A28, A29, A41 e A42. Um ano volvido, há mais carros a circular diariamente nas antigas scut (ver infografia), mas tal não se deve à redução no preço, considera a Ascendi, concessionária de cinco das nove autoestradas em causa - A17, A25, A29, A41 e A42. "A recuperação dos níveis de tráfego de 2019, neste ano de 2022, terá sido transversal a toda a rede de autoestradas em Portugal, independentemente de serem, ou não, ex-scut", confirmou fonte oficial da empresa ao JN.

Uma ideia partilhada pelas diversas comissões de utentes das antigas autoestradas gratuitas, que asseguram que os automobilistas continuam a optar pelas estradas nacionais, por serem isentas de custos, mesmo queixando-se da falta de segurança e das longas distâncias.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG