Rio de Janeiro

Autarca dá "boas-vindas calorosas" a Marcelo em nome "do educado povo brasileiro"

Autarca dá "boas-vindas calorosas" a Marcelo em nome "do educado povo brasileiro"

O autarca do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, deu, este sábado, "boas-vindas calorosas" ao presidente português, Marcelo Rebelo de Sousa, em nome "do educado povo brasileiro" e convidou-o a intensificar relações com a antiga capital do Brasil.

As palavras de Eduardo Paes contrastam com a intenção manifestada pelo Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, de cancelar o convite que tinha feito a Marcelo Rebelo de Sousa para um encontro seguido de almoço na segunda-feira em Brasília, por este se ir reunir com Lula da Silva em São Paulo no domingo.

"Presidente Marcelo, não resisto ao comentário: saiba, senhor, que a nossa alegria em recebê-lo no Rio de Janeiro, no Brasil, é tão grande que nós providenciámos esse lindo dia de inverno para receber vossa excelência", declarou o prefeito, numa Sessão comemorativa do centenário da travessia aérea do Atlântico Sul, no 1.º Distrito Naval, no centro da cidade do Rio de Janeiro.

PUB

Eduardo Paes convidou as autoridades locais portuguesas e o Presidente de Portugal "a intensificarem as suas relações com o Rio" por ocasião das comemorações dos 200 anos da independência do Brasil, que serão assinalados "com uma série de ações por toda a cidade".

"Temos 200 anos de história com Portugal, já construímos muito juntos. Com mais 200 anos pela frente vamos fazer mais ainda", acrescentou.

No fim da sua intervenção, o prefeito do Rio de Janeiro dirigiu-se a Marcelo Rebelo de Sousa para lhe dar "as boas-vindas calorosas do povo brasileiro, do educado povo brasileiro, que tanto admira o povo português, que tanta identidade tem com o povo português".

"O senhor é muito bem-vindo, não imagina quanto, a esse país. Recebemos o senhor de braços abertos. Bem-vindo ao Rio de Janeiro e muito bem-vindo ao Brasil", reforçou Eduardo Paes.

Marcelo Rebelo de Sousa iniciou hoje uma visita ao Brasil com passagens pelo Rio de Janeiro, São Paulo e Brasília, até segunda-feira.

Por enquanto, o chefe de Estado português tem afirmado que mantém "o mesmo programa que tinha em mente", dando a entender que o convite de Bolsonaro para um encontro em Brasília não foi formalmente retirado.

Em setembro, Marcelo Rebelo de Sousa tem previsto regressar ao Brasil para as celebrações oficiais dos 200 anos da independência em relação a Portugal.

As eleições presidenciais brasileiras, em que Jair Bolsonaro se recandidatará ao cargo e às quais o antigo Presidente do Brasil Lula da Silva também é candidato, estão marcadas para 2 de outubro.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG