Sondagem

Autarca de Paranhos é o mais popular nas juntas de freguesia

Autarca de Paranhos é o mais popular nas juntas de freguesia

Alberto Machado lidera a única autarquia do PSD mas não se pode recandidatar, por causa da limitação de mandatos. O autarca menos valorizado é o atual presidente da união de freguesias do Centro Histórico, que se candidata à Câmara pelo Chega.

Não é apenas com a gestão de Rui Moreira que a maioria dos portuenses está satisfeita. Também no que diz respeito ao desempenho dos presidentes das juntas de freguesia a avaliação é genericamente positiva (52%). A insatisfação é minoritária (15%). Mas há diferenças significativas, mesmo que o saldo seja positivo para todos os autarcas.

Quem tem mais razões para sorrir é o atual presidente da Junta de Freguesia de Paranhos, a mais populosa da cidade e a única que o PSD venceu nas eleições autárquicas de há quatro anos: 72% dos habitantes dão-lhe nota positiva. Mas pode haver um pequeno escolho: Alberto Machado não se pode recandidatar, por causa da lei de limitação de mandatos, e o cabeça de lista social-democrata será desta vez Miguel Seabra. A lista de Rui Moreira, que há quatro anos ficou a escassos quatro pontos apresenta Paulo Silva, enquanto o PS (que ficou em terceiro, a seis pontos) aposta em Vítor Monteiro.

CENTRO HISTÓRICO

Onde há menos fregueses a fazer uma avaliação positiva ao atual autarca (39%) é na união de freguesias do Centro Histórico (Cedofeita, Miragaia, Santo Ildefonso, S. Nicolau, e Vitória). É também a segunda onde há mais avaliações negativas (19%). Há quatro anos, venceu António Fonseca, pelo movimento de Rui Moreira (foi o pior resultado entre as cinco conquistas dos independentes).

Este ano, no entanto, o autarca mudou-se de armas e bagagens para o Chega, partido da direita radical pelo qual será cabeça de lista à Câmara Municipal. O que abre novas perspetivas ao PS, que foi o segundo partido mais votado em 2017, a cinco pontos da lista do movimento de Rui Moreira.

PUB

ALDOAR, FOZ E NEVOGILDE

É apenas mais um ponto do que no Centro Histórico, mas onde há mais avaliações negativas ao presidente da Junta de Freguesia é em Aldoar, Foz do Douro e Nevogilde (20%). A atual líder do executivo é Ana Furtado, que substituiu Nuno Ortigão, falecido em abril, ambos eleitos pelo movimento de Rui Moreira.

Os independentes apostam, desta vez, em Tiago Mayan Gonçalves, membro do Iniciativa Liberal e candidato pelo mesmo partido à presidência da República nas eleições de janeiro passado. Foi nesta freguesia que o movimento de Rui Moreira tive a sua maior votação para uma Junta de Freguesia em 2017 (50,17%).

JUNTA DE CAMPANHÃ

Uma referência ainda para a Junta de Freguesia de Campanhã: é a única liderada por um socialista e, depois do Centro Histórico, é a que regista uma percentagem mais reduzida de avaliações positivas ao presidente (43%).

Ainda assim, Ernesto Santos é favorito nas eleições de setembro, uma vez que recebeu o apoio da lista de Rui Moreira, que abdicou de apresentar candidato à Junta de Freguesia da zona oriental.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG