O Jogo ao Vivo

Acidente

Morreu o piloto do avião de combate a incêndios que caiu em Foz Côa

Morreu o piloto do avião de combate a incêndios que caiu em Foz Côa

O piloto do avião anfíbio que se despenhou esta sexta-feira de tarde em Foz Côa não sobreviveu, confirmou a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC). O avião anfíbio de combate a incêndios despenhou-se ao final da tarde na zona de Vila Nova de Foz Côa, no distrito da Guarda.

Segundo o site da Proteção Civil, o acidente com o meio aéreo, com um só piloto, ocorreu na freguesia de Castelo Melhor, no concelho de Vila Nova de Foz Côa. Inicialmente, a informação do acidente foi avançada durante o briefing diário de final da tarde sobre a situação dos incêndios, feito pelo comandante nacional de Emergência e Proteção Civil, André Fernandes: "Confirmamos a queda de um avião anfíbio Fire Boss na região de Foz Côa".

Pouco depois, em comunicado, a ANEPC confirmou que "há a registar uma vítima mortal, o comandante-piloto da aeronave". O corpo do piloto foi encontrado sem vida à chegada dos meios. O avião estava envolvido no combate ao incêndio de Urros, em Torre de Moncorvo, quando se despenhou perto de uma zona de abastecimento, longe do fogo, em Foz Côa. A base do avião era o aeródromo de Viseu.

PUB

O alerta para a ocorrência foi dado às 20.02 horas e cerca de 30 minutos depois já havia 38 homens envolvidos nas operações de socorro, apoiados por dez veículos e dois helicópteros. Foram mobilizados meios de socorro do INEM, Força Aérea Portuguesa, bombeiros dos distritos da Guarda e de Bragança, Polícia Marítima e Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG