TAP

Avião volta ao Porto quando estava a descer para Lisboa

Avião volta ao Porto quando estava a descer para Lisboa

Um avião da TAP regressou ao Porto, local de partida, quando já estava a iniciar a descida para Lisboa, alegadamente porque não tinha combustível para aguardar 20 minutos para aterrar.

"Isto é inacreditável". O desabafo do passageiro Agostinho Baldaia precede as explicações. "Pouco depois de anunciar o início da descida para aterrar em Lisboa, o comandante do avião disse que estava nevoeiro e que tínhamos de aguardar 20 minutos para aterrar", contou. "Depois, disse que não tínhamos combustível para ficar à espera e voltámos ao Porto para abastecer", acrescentou.

Fonte da assessoria da companhia aérea disse ao JN que "o procedimento foi corretíssimo". Segundo a TAP, esteve bastante nevoeiro em Lisboa, entre as 7 e as 9 horas da manhã. Sem condições para aterrar, o "avião esteve bastante tempo no ar", antes de o comandante decidir voltar ao Porto para abastecer.

O voo TP1933, que partiu do Porto cerca das 7.30 horas, tinha chegada prevista a Lisboa às 8.25 horas. O avião regressou à Invicta, para abastecer, e voltou para a capital, onde aterrou cerca das 10.30 horas.

Com esta mudança, cerca de 30 pessoas, perderam as ligações aos voos internacionais que tinham a partir de Lisboa. "Estamos indignados", disse Agostinho Baldaia, que não encontrou solução na alternativa proposta.

"Tenho um investimento de 20 mil euros numa feira internacional em Bolonha e estou aqui retido", desabafou.

A TAP diz que "as situações estão a ser resolvidas", tentando colocar os passageiros noutros voos. "A responsabilidade não é da companhia, mas esta assume a resolução dos problemas", acrescentou a assessoria.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG