BPI

BE diz que banca é um assunto sério demais para ser deixada na mão de banqueiros

BE diz que banca é um assunto sério demais para ser deixada na mão de banqueiros

A porta-voz do Bloco de Esquerda afirmou este domingo em Coimbra, na sequência da falta de acordo entre os dois maiores acionistas do BPI, que a banca é um assunto "sério demais" para ser deixada na mão de banqueiros.

"Os banqueiros espanhóis e angolanos não são capazes de se entender e o risco do seu não entendimento pode vir a ser um risco para os contribuintes. Acho que percebemos todos muito bem que a banca é um assunto sério demais para ser deixada na mão de banqueiros privados", defendeu Catarina Martins.

A administração do Banco BPI anunciou hoje que a Santoro Finance, controlada pela empresária angolana Isabel dos Santos, desrespeitou o acordo que tinha estabelecido com o CaixaBank e que foi anunciado ao mercado, pelo que ficou sem efeito.

A porta-voz do BE frisou que o seu partido nunca romperá o compromisso de não condenar pessoas "para salvar os bancos", da mesma maneira que está empenhado "no acordo da maioria parlamentar".

Catarina Martins falava durante a sessão de encerramento do encontro "Inconformação 2016", organizado pelos Jovens do Bloco, e que decorreu na Escola Secundária de Avelar Brotero, entre sexta-feira e hoje.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG