Nacional

BE impede ex-dirigente de regressar ao partido

BE impede ex-dirigente de regressar ao partido

O Bloco de Esquerda decidiu travar o regresso ao partido de Francisco Raposo, um histórico ex-dirigente que esteve na fundação da força política liderada por Catarina Martins.

Apesar de o antigo militante ter garantido, no pedido que fez de refiliação, estar "disposto a contribuir" para a nova fase do partido, a Mesa Nacional do BE acusa-o de ter tido "uma atuação pública crítica e de oposição" nos últimos anos e recusou a sua pretensão, há uma semana.

A decisão do órgão máximo bloquista está a provocar polémica nalguns setores do partido, que não encontram motivos para que o ex-dirigente não seja readmitido, apurou o JN.

Na carta enviada ao BE - que divulgou no blogue "São Coisas da Vida" - Francisco Raposo salienta que, depois de dois mandatos na Mesa Nacional, se desfiliou no primeiro semestre de 2007 contra o domínio das três correntes fundadoras do partido.

"Após a minha saída do BE, participei em muitas ações políticas ao lado do BE e dos seus militantes, expressando, naturalmente, as críticas que considerava oportunas e as minhas divergências com a Direção do BE", alega. E sublinha o que o fez mudar de ideias: o "BE existe enquanto força plural no debate político, com setores, defendendo o que sempre defendi".

Ao JN, fonte oficial do Bloco explicou que, "tratando-se da refiliação de um ex-militante e ex-dirigente", a Mesa Nacional decidiu por "voto secreto" chumbar o pedido, com base num "parecer" da Coordenadora Concelhia - que apontou diversas falhas a Raposo.

Segundo aquela mesma fonte do BE, "dado os motivos da sua anterior desfiliação e a sua atuação pública de continuada crítica e oposição à atividade do Bloco de Esquerda e seus dirigentes, ao longo dos últimos anos, o parecer da concelhia é negativo". "O processo está encerrado", concluiu.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG