Em atualização

BE quer retirar medalha da cidade do Porto a marido de Isabel dos Santos

BE quer retirar medalha da cidade do Porto a marido de Isabel dos Santos

O Bloco de Esquerda vai pedir à Assembleia Municipal do Porto que retire a medalha municipal de mérito da cidade que em fevereiro de 2015 foi atribuída a Sindika Dokolo, colecionador de arte e marido de Isabel dos Santos.

A dupla está no epicentro do caso "Luanda Leaks", investigação do Consórcio Internacional de Jornalistas divulgada no domingo, que revela alegados esquemas ilícitos que ajudam a explicar a fortuna da filha do ex-presidente de Angola.

"As recentes notícias do 'Luanda Leaks' confirmam a dimensão e gravidade dos crimes económicos cometidos por Isabel dos Santos e não constituem uma novidade no contexto português. Durante 20 anos, o Bloco de Esquerda denunciou as ramificações da cleptocracia angolana em Portugal. Sabemos quem contribuiu para o enriquecimento ilícito de Isabel dos Santos e quais os grupos económicos que no país se alimentaram do capital subtraído ao povo angolano", começa por dizer o partido, em comunicado.

A nota denuncia "o apoio de Rui Moreira ao marido de Isabel dos Santos", acusando o presidente da Câmara do Porto de ajudar a "lavar a imagem pública da filha do ex-ditador perante os escândalos de corrupção e denúncias de crimes financeiros associados à sua atividade".

"O grupo municipal do Bloco de Esquerda tudo fará na Assembleia Municipal para que este órgão retire a condecoração atribuída ao marido de Isabel dos Santos e exigirá ao executivo municipal que esclareça a cidade sobre atuais fundos recebidos por via da fundação de Sindika Dokolo", remata.

Entretanto fonte do gabinete de Comunicação da Autarquia disse ao jornal "Público" que "neste momento, essa questão [de retirar a medalha] não se coloca".

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG