Nacional

Bebé Matilde saiu dos cuidados intensivos após cirurgia à cabeça

Bebé Matilde saiu dos cuidados intensivos após cirurgia à cabeça

A bebé cujo caso mostrou aos portugueses os problemas da atrofia muscular espinhal tipo 1 foi operada, sexta-feira, a um problema não relacionado com aquela doença e recupera bem.

A cirurgia correu bem e o pós-operatório também. Segundo a página de Facebook em nome da menina, escrita na primeira pessoa, há confiança de que tudo está a correr normalmente após a operação feita para tirar pressão intracraniana da bebé.

"Repeti o TAC que está bom e como esperado para o primeiro dia, também fiz análises e tudo ok sem alterações" lê-se na mensagem colocada na página do Facebook, cerca das 22 horas de sábado.

"Já saí dos cuidados intensivos e estou no quarto, onde vou ficar uns dias em observação para avaliar possíveis alterações, que à partida não irão acontecer", diz ainda o texto.

"Já se nota nos meus olhinhos que a pressão está a diminuir" lê-se, ainda, na página da bebé, que a 26 de agosto, a par de outra criança com a mesma doença, Natália, fez um tratamento inovador com o medicamento mais caro do mundo, Zolgensma.

O tratamento foi administrado no Hospital de Santa Maria, em Lisboa e tudo correu "muitíssimo bem", segundo revelou a equipa médica que está a acompanhar o caso das duas meninas.

Sobre a utilização do medicamento, que foi comparado a um soro administrado durante cerca de uma hora, a neuropediatra Teresa Moreno garantiu que não houve qualquer efeito secundário. Ainda assim, realçou que esta terapêutica travará a doença, mas não cura, e que só deverão começar-se a sentir efeitos positivos dentro de um mês.

As meninas, Matilde de quatro meses e Natália de 11, tiveram alta dois dias depois.