Igreja

Bispos preparam regresso das missas após fim do estado de emergência

Bispos preparam regresso das missas após fim do estado de emergência

A Conferência Episcopal Portuguesa (CEP) anunciou esta terça-feira que está a preparar o regresso possível e gradual das celebrações comunitárias da Eucaristia, logo que terminar a terceira fase do estado de emergência, em vigor até ao próximo dia 2 de maio.

A medida, que está a ser elaborada em diálogo com as autoridades governamentais e de saúde, foi decidida durante uma reunião por videoconferência entre os membros do Conselho de Permanente da CEP, realizada esta terça-feira à tarde.

Segundo alguns bispos contactados pelo JN, o regresso à celebração das missas pode obrigar a realizar mais celebrações com menos fiéis, levar a que os cristãos se dividam na frequência das igrejas ao fim de semana, e que sejam aconselhados a participar no culto com máscaras de proteção.

Em comunicado, divulgado após o encontro, os bispos enalteceram "a forma como os cristãos seguiram as normas e orientações da Santa Sé, da Conferência Episcopal e das Dioceses", exprimiram a sua oração pelas vítimas da epidemia e seus familiares, e manifestaram-se solidários "com os doentes infetados e com os que estão na linha da frente como os profissionais de saúde, as forças de segurança e os que trabalham nos lares e outras instituições sociais".

O documento adianta ainda que a próxima Assembleia Plenária da CEP, que chegou a estar prevista para abril, e que irá determinar a eleição de um novo presidente, se irá realizar entre 15 e 17 de junho, em Fátima.