LBP

Bombeiros contra a criação de sub-regiões

Bombeiros contra a criação de sub-regiões

A Liga dos Bombeiros Portugueses (LBP) manifestou-se, ontem, "frontalmente contra" a criação de cinco sub-regiões de Proteção Civil, acusando a secretária de Estado Patrícia Gaspar de ter implementado a medida de uma "forma unilateral". Para a LBP, a despesa associada a essa reforma deveria reverter para os bombeiros.

"A LBP está frontalmente contra a implementação de qualquer afetação de corpos de bombeiros a áreas operacionais ou administrativas que não sejam as que atualmente existem", afirma a Liga, num comunicado de reação à reforma que entrou anteontem em vigor.

Acresce que, segundo a LBP, "a Lei de Bases da Proteção Civil não confere outra organização do sistema que não seja nacional, regional, distrital e municipal". A medida tem sido, contudo, anunciada pelo Governo como estando prevista precisamente na Lei de Bases da ANEPC, que entrou em vigor em abril de 2019.

PUB

No comunicado, a Liga acusa a secretária de Estado da Proteção Civil, Patrícia Gaspar, de ter avançado com a reforma, que prevê a criação de cinco sub-regiões correspondentes a comunidades intermunicipais, de uma "forma unilateral".

"Os bombeiros não podem aceitar a imposição de áreas ou setores operacionais que não resultem de um diálogo franco e aberto entre todos os intervenientes", diz a LBP, vincando que se opõe à medida desde janeiro.

Para a LBP, as sub-regiões são "inadequadas para a área da segurança, com elevados riscos de incapacidade de resposta a situações de elevado risco de proteção civil". E o custo devia servir para se pagar atempadamente aos bombeiros.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG