Política

Bragança acolhe a secretaria de Estado da Valorização do Interior

Bragança acolhe a secretaria de Estado da Valorização do Interior

A ministra da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa, anunciou esta sexta-feira que a Secretaria de Estado da Valorização do Interior vai ser transferida para Bragança, onde vai ser instalada no Brigantia-Parque de Ciência e Tecnologia, começando já a funcionar a partir do Interior na próxima segunda-feira.

"Ficou definido recentemente, esse foi um dos objetivos da minha visita hoje a Bragança, com a senhora secretária de Estado, a Câmara Municipal e o Instituto Politécnico (IPB) encontrarmos uma solução, essa solução está encontrada. A Secretaria de Estado da Valorização do Interior terá uma parte da sua equipa em Bragança para funcionar efetivamente. Teremos na Secretaria de Estado da Valorização do Interior transmontanos a trabalhar, em Bragança", explicou a ministra depois de visitar os dois centros de investigação do IPB com a classificação de excelência, o CIMO (Centro de Investigação da Montanha) e o CEDRI (Centro de Investigação em Digitalização Robótica).

A secretária de Estado da Valorização do Interior, Isabel Ferreira, é brigantina, e era a investigadora responsável pelo CIMO. "Uma parte dos serviços ficarão instalados no Brigantia Ecoparque e a secretária de Estado passará uma parte do seu trabalho aqui", referiu Ana Abrunhosa, acrescentando que Isabel Ferreira "é secretária de Estado de todo o país e, portanto, esta será a sua base de trabalho, mas terá que andar por todo o país".

Estar mais próximo do território foi uma das razões apontadas por Ana Abrunhosa para a deslocalização da Secretaria de Estado para Bragança. A anterior legislatura esta Secretaria funcionava em Castelo Branco.

"Caso tenhamos reuniões é mais fácil às pessoas do Norte e do Centro deslocarem-se aqui. É para trabalhar a partir daqui, senão só teremos pessoas de Lisboa nos ministérios. Esta é uma oportunidade de ter transmontanos, que conhecem muito bem a realidade do Interior a trabalhar na Secretaria de Estado, mais do que os serviços que podemos dar a partir de Bragança é termos pessoas que são de Trás-os-Montes a trabalhar na Secretaria de Estado da Valorização do Interior", justificou a ministra.

Com esta descentralização o Governo quer "dar o sinal que o Interior tem pessoas de muito valor, que fazem vida no Interior e que escolheram o Interior para trabalhar e viver e têm carreiras brilhantes internacionais, é pelo exemplo que temos que sinalizar esta vontade de mudança", acrescentou.