Governo

Bragança, Castelo Branco e Guarda recebem Secretarias de Estado

Bragança, Castelo Branco e Guarda recebem Secretarias de Estado

O Governo decidiu avançar com a descentralização de três Secretarias de Estado que vão ficar instaladas em Bragança, Castelo Branco e Guarda.

Segundo fonte do gabinete do primeiro-ministro, esta decisão decorre de uma politica de maior proximidade e pretende dar mais importância à coesão territorial.

Tal como o JN noticiou no passado dia 15, a Secretaria de Estado da Valorização do Interior, a cargo de Isabel Ferreira,vai ser transferida para Bragança, ficando instalada no Brigantia-Parque de Ciência e Tecnologia. O anuncio foi feito pela ministra da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa.

"A Secretaria de Estado terá sede lá [Bragança] e trabalhará preferencialmente a partir de Bragança, embora tenha na agenda todo o território. Atualmente trabalham no local duas pessoas mais a secretária de Estado. De futuro serão três. O gabinete começou a funcionar na segunda-feira, embora os trabalhos de preparação do local tenham começado no fim-de-semana", refere fonte do gabinete do primeiro-ministro.

O gabinete do secretário de Estado da Conservação da Natureza, Florestas e Ordenamento do Território, João Paulo Catarino, irá funcionar no edifício do antigo Governo Civil de Castelo Branco, que na anterior legislatura, acolheu a Secretaria de Estado da Valorização do Interior.

Além das audiências, reuniões e eventos do gabinete do secretário de Estado, o edifício irá receber atividades dos restantes membros do Governo, nomeadamente, daqueles que integram o Ministério do Ambiente e Ação Climática.

Por último, a cidade da Guarda recebe em permanência, a partir do dia 9 de dezembro, a Secretaria de Estado da Ação Social, tutelada por Rita Cunha Mendes.

"A Secretaria de Estado vai dispor de um gabinete de apoio em Lisboa, no Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social (MTSSS), onde se deslocará semanalmente. A sede [da secretaria de Estado] ficará no Centro Distrital da Guarda do Instituto da Segurança Social", sublinha.

A fonte explica ainda que até o local estar disponível, a Secretaria de Estado dos Assuntos Sociais irá ocupar, de forma provisória, as instalações da delegação distrital da Guarda do Instituto da Mobilidade e dos Transportes Terrestres (IMT).