Exclusivo

Câmaras de filmar farão censo da fauna selvagem e de caça

Câmaras de filmar farão censo da fauna selvagem e de caça

Concurso público no valor de 1,2 milhões de euros prevê plataforma informática. Zonas de caça obrigadas a contar animais de grande porte.

Portugal vai criar uma rede de monitorização de animais selvagens que faça um censo e o atualize de forma periódica. A Secretaria de Estado das Florestas planeia comprar câmaras de vigilância e uma plataforma informática, operadas por uma rede de instituições locais. O concurso público, no valor de 1,2 milhões de euros, já terá sido lançado. O censo incluirá a fauna cinegética (de caça).

O recenseamento permitirá saber quantos animais de cada espécie existem, disse ao JN o secretário de Estado da Conservação da Natureza, das Florestas e do Ordenamento do Território. Para isso, João Paulo Catarino prevê lançar um concurso público internacional: "Será um investimento de 1,2 milhões de euros para comprar o sistema, incluindo câmaras de filmar e uma plataforma informática onde informação será inserida".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG