Exclusivo

Câmaras querem verbas da "bazuca" para levar 5G ao Interior do país

Câmaras querem verbas da "bazuca" para levar 5G ao Interior do país

ANMP defende que Governo aplique fundos europeus ou nacionais para garantir o serviço nos concelhos do Interior. ANACOM concorda.

A Associação Nacional de Municípios Portugueses (ANMP) quer que o Estado utilize fundos nacionais e comunitários para assegurar a cobertura da rede 5G nos territórios de baixa densidade onde o mercado concorrencial não chega. A ideia é que o processo de instalação de rede de comunicações de alta velocidade siga o exemplo das redes de água, de saneamento ou de eletricidade, em que são os fundos públicos a assegurar a cobertura dos territórios onde os privados não obtêm lucro, a maioria no Interior. A ANACOM está de acordo que haja financiamento público.

A proposta consta de um parecer, a que o JN teve acesso, sobre o projeto de decreto-lei do Governo que cria um mapa com as coberturas das redes de comunicações eletrónicas fixas e móveis. No entanto, as câmaras defendem que "importa assegurar aos agregados familiares e povoados onde não chega a oferta comercial ditada apenas pelo mercado concorrencial, que lhes seja prestado este serviço".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG