Nacional

Assunção Cristas faz apelo à participação em "dia maravilhoso para votar"

Assunção Cristas faz apelo à participação em "dia maravilhoso para votar"

A presidente do CDS-PP, Assunção Cristas, votou este domingo, pouco depois das 9 horas, na escola secundária de Miraflores, Algés, Oeiras, e fez um apelo às pessoas para usarem este "dia maravilhoso para votar" nas eleições europeias.

Assunção Cristas foi a primeira líder partidária a votar nestas eleições para o Parlamento Europeu.Aos jornalistas, depois de exercer o seu direito de voto, Assunção Cristas admitiu que as europeias são "difíceis", geralmente com elevada abstenção, mas que está um "dia maravilhoso para votar".

O dia "está bonito", pode-se votar, "ir para a praia" e "depois gozar o dia todo com tranquilidade", afirmou.

"Gostaria de apelar para que as pessoas viessem votar. Muitas das coisas que se passam no nosso país são decididas lá fora, em Bruxelas, é muito bom que a nossa voz seja forte e isso acontece quando todos nós vamos votar", disse.

Apesar de admitir que os portugueses podem olhar Estrasburgo como algo distante, a líder centrista afirmou ser "muito importante" que, "quando se discutem questões tão relevantes a nível mundial que a União Europeia (UE) seja forte, e a UE é forte se os vários países derem força ao Parlamento Europeu".

Assunção Cristas votou pelas 09:07, na secção n.º 8 da escola secundária de Miraflores, em Algés, Oeiras, distrito de Lisboa, só tinha uma pessoa à frente e demorou menos de cinco minutos a exercer o seu direito de voto.

Assunção Cristas disse que vai passar o resto do dia em família para, ao fim da tarde, ir para a sede nacional do seu partido, em Lisboa, acompanhar a noite eleitoral destas eleições europeias.

Cerca de 10,7 milhões de eleitores são hoje chamados a eleger os 21 deputados portugueses ao Parlamento Europeu, numas eleições a que concorrem 17 listas.

Votam para as eleições ao Parlamento Europeu cerca de 400 milhões de cidadãos dos 28 países da União Europeia, que elegem, no total, 751 deputados.