Perfil

João Ferreira: Reservado e austero

João Ferreira: Reservado e austero

Contorna questões tão simples como se tem um autor ou um livro preferido. Um prato, uma música, um quadro. Caso lhe perguntem "o que gostava de ser em criança?", desconversa.

Se pressente curiosidade sobre o percurso pessoal, foge. Referências à família ou a estados de alma são impensáveis. João Ferreira vai além da conhecida contenção dos comunistas portugueses. A escola do partido é exacerbada por um feitio aparentemente austero. "Por vezes, demasiado austero", reconhecem alguns camaradas.

Sabe-se que este sportinguista nasceu numa casa de Esquerda, apesar de os pais não serem militantes ativos do partido, que teve acesso fácil a clássicos do marxismo-leninismo e a edições do Avante, que se inscreveu na JCP, a organização jovem do partido, aos 16 anos. E que é casado e pai de dois filhos - ele, porém, não comenta.

Chegou à Faculdade de Ciências em 1996, numa altura de forte contestação estudantil às propinas e à qualidade do ensino. Envolveu-se de imediato nas associações académicas, ganhando destaque na organização partidária. Já licenciado em Biologia, trabalhou durante dez anos no setor público e privado, na investigação, na consultoria, nas áreas do ambiente. Propôs-se ao doutoramento e chegou a iniciar tese na área da ecologia vegetal, sobre espécies exóticas invasoras. Ao fim de dez anos de trabalho na sua área de formação, foi chamado pelo partido para concorrer ao Parlamento Europeu. É um dos três deputados do PCP na Europa, projeto que merece fortes reservas e muita contestação aos comunistas. Até quando nestas funções? "No PCP, os mandatos de cargos públicos e institucionais estão sempre à disposição do coletivo partidário", responde. Apesar de reconhecer que não são cargos para toda a vida.

Membro do Comité Central do PCP, João Ferreira é um dos mais destacados dirigentes comunistas. Foi candidato da CDU às eleições autárquicas de 2017 em Lisboa, é vereador da câmara da capital e um dos nomes apontados para substituir Jerónimo de Sousa. Tem 40 anos e nasceu em Lisboa.

Nome: João Manuel Peixoto Ferreira
Nascimento: Lisboa, 20 de novembro de 1978
Cargo: Biólogo e político português Membro do Comité Central do Partido Comunista Português

Imobusiness