Catarina Martins

"Ministério Público não diz que o Parlamento conhecia factos e que os ocultou"

"Ministério Público não diz que o Parlamento conhecia factos e que os ocultou"

A coordenadora do BE diz que o caso de Tancos "já é suficientemente grave" para se fazerem "especulações" e explica que o Ministério Público não acusa o Parlamento de ter ocultado factos.

"Olhando para a acusação do Ministério Público já é suficientemente grave para termos que fazer especulações sobre matérias que não conhecemos", respondeu Catarina Martins sobre o caso de Tancos.

Após participar numa manifestação em Braga, Catarina Martins repetiu quase palavra por palavra às diferentes perguntas sobre um possível conhecimento por parte de António Costa da operação montada para recuperar o material furtado em Tancos e defendeu o trabalho da comissão de inquérito. "O Ministério Público não diz que o Parlamento conhecia factos e que os ocultou. Diz é que houve gente a mentir. O que foi aprovado foi com base nos factos que existiam e é assim que se deve fazer", frisou por diversas vezes.

"É extraordinariamente grave se se provar que responsáveis políticos mentiram à comissão parlamentar de inquérito e que nomeadamente um ex-ministro tenha mentido. É o que diz a acusação do Ministério Público, haverá naturalmente o tempo para se provar este caso".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG