O Jogo ao Vivo

Campanha

"Montijo, jamais!", garante o PAN

"Montijo, jamais!", garante o PAN

André Silva garantiu, nesta manhã de segunda-feira, que o PAN será sempre contra a construção de um aeroporto no Montijo, como o Governo pretende. "Montijo, jamais!", assegurou, ao ser desafiado por um popular, em Vila Nova de Gaia.

"Se o PS precisar do voto do PAN, vai deixar passar o aeroporto do Montijo?". A "provocação" veio de um popular, no centro de Vila Nova de Gaia. André Silva não fugiu à questão e deixou claro que, mesmo que esteja numa situação de diálogo com um novo Governo liderado por António Costa, nunca irá viabilizar o aeroporto do Montijo.

"O que posso garantir é que o PAN nunca passará um cheque em branco para viabilizar o aeroporto do Montijo", começou por vincar André Silva, reafirmando que a construção de um aeroporto daquela dimensão e naquele local "coloca em causa o habitat natural do estuário do Tejo" e a vida de três milhões de aves. "E não sabemos o impacto rodoviário nem junto da população. Os impactos ambientais não estão devidamente acautelados", acrescentou o porta-voz do PAN.

André Silva criticou, nesse âmbito, a forma como são feitos os estudos de impacto ambiental, em que acabam por ter sempre um maior peso as questões de cariz económico. "O que acontece é que primeiro anuncia-se a proposta, faz-se a adjudicação e depois faz-se a avaliação de impacto ambiental. No fundo, a avaliação de impacto ambiental acaba sempre ajustada à vontade política, com uma mitigação dos impactos", apontou André Silva, sugerindo que os estudos de impacto ambiental seja isso mesmo, o que indica o nome, ou seja que contenham apenas a análise ambiental do projeto. As questões económicas seriam abordadas num outro tipo de estudo.

"Temos que alterar o paradigma, a forma como olhamos para os ecossistemas", declarou ainda André Silva, ao que respondeu o popular: "Montijo, jamais? É isso?". E, sem hesitar, André Silva vincou: "Montijo, jamais! Nunca iremos viabilizar a construção de um aeroporto como aquele"

Durante a ação de contacto com a população em Gaia, André Silva foi sendo alvo de outras "provocações". Ou era questionado sobre o preço da alimentação e dos cuidados veterinários dos animais de estimação, ao que o porta-voz do PAN respondia sempre com as três vezes que o partido tentou reduzir o IVA para 6% mas os seus projetos de lei esbarraram na oposição dos restantes partidos.

PUB

"O meu cão foi operado e paguei 95 euros. Não é muito. Nós é que ganhamos pouco! Quanto mais conheço as pessoas mais gosto de animais", disse outro morador. André Silva escapou à "provocação", reiterando o apelo para que o PAN consiga eleger mais deputados. No caso do distrito do Porto, seria Bebiana Cunha. "É uma tripeira! Acho bem. Há um partido que tem gente de Lisboa em Braga", reagiu um popular.

André Silva ainda teve que explicar as propostas do PAN para a habitação e para o turismo. Foi chamado de "senhor PAN" e ouviu críticas de um casal farto de ver políticos "sentados" no Parlamento, sem "fazer nada", enquanto têm que sobreviver com 300 euros. "O PAN tem feito muito", respondeu André Silva, acrescentando: Temos que fazer a valorização dos salários e das pensões. E, por exemplo, tornar os transportes urbanos tendencialmente gratuitos. Seria uma forma de ajudar".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG