Incêndios

PS apresenta queixa-crime por difamação contra homem que abordou Costa

PS apresenta queixa-crime por difamação contra homem que abordou Costa

O PS anunciou esta sexta-feira que vai apresentar uma queixa-crime contra o autor das afirmações e contra terceiros por difamação, visando os que têm acusado António Costa de não ter suspendido as férias nos incêndios de Pedrógão Grande.

Em causa está o incidente desta sexta-feira no final da arruada do Chiado, quando um homem se aproximou do secretário-geral do PS acusando-o de estar de férias na altura dos incêndios de Pedrógão, em junho de 2017, o que levou António Costa a exaltar-se e a acusar o popular de ser "mentiroso" e "provocador". Costa garantiu que não estava de férias - como realmente aconteceu (estava no terreno a 18 de junho) - tendo posteriormente reconhecido que a "calúnia" o levou a perder os "limites".

Entretanto, o PS e o autarca da freguesia de Santa Maria Maior, Miguel Coelho, identificaram o autor das afirmações como Joaquim Elias, autarca do CDS em Lisboa e pai de um assessor do CDS na Assembleia Municipal de Lisboa. Miguel Coelho já veio exigir no Facebook que Assunção Cristas, líder do CDS, peça publicamente desculpas a António Costa.

Do lado do CDS, João Gonçalves Pereira, diretor de campanha de Cristas e vereador em Lisboa, negou ao jornal "Expresso" que Elias ainda seja militante (embora o filho seja), acrescentando que já se desfiliou há muitos anos. "Não sei se o PS conhece os seus militantes, não sei se é do PS ou de outro partido. Sei que não é do CDS e não é há muito tempo", disse o responsável centrista.

Confirmando que o filho de Joaquim Elias é "militante e autarca e colabora com o CDS na AML", João Gonçalves Pereira acrescentou que a acusação "mostra nervosismo por parte do PS e de António Costa".

"É normal neste período haver alguma tensão, o que não pode acontecer é que uma terceira ou quarta linha do partido venha tentar passar a bola a outro partido que nada tem a ver e tentar branquear uma atitude de tensão de António Costa", rematou.