Eleições

Rio defende um duelo entre os "Centenos" do PS e do PSD

Rio defende um duelo entre os "Centenos" do PS e do PSD

Rui Rio quer ver o homem das contas do PSD, Joaquim Sarmento, a esgrimir argumentos com o ministro das Finanças, Mário Centeno. Para o líder do PSD, um debate entre os dois "Centenos" tornaria a "campanha elevada".

Finalizados os debates a dois e em grupo, Rui Rio propôs esta terça-feira um outro formato de frente a frente: discussões temáticas entre os especialistas do PSD e do PS.

Em Setúbal, onde almoçou com vários empresários do distrito, o presidente do PSD advogou que António Costa levou de propósito números poucos elucidativos para os debates de segunda-feira.

"Houve, nos dois debates de ontem, quer no da manhã, quer à noite o mais alargado, um António Costa com uma troca de números, que ninguém no país entendeu bem. Acho que era essa, mais ou menos, a intenção de António Costa", atirou Rio, perante cerca de três dezenas de empresários.

Segundo o líder do PSD, "Joaquim Sarmento [responsável pelas propostas financeiras do programa do PSD] já disse que sim" em relação a esta possibilidade. "Se o dr. Antonio Costa tem tanta segurança naquilo que foram os números que jogou para cima da mesa, ontem e anteontem, seguramente que o seu Joaquim Sarmento, que se chama Mário Centeno, aceitará debater esses números", disse.

"Nesta altura, quando encerramos os debates políticos, fazer um ou outro debate técnico, e este é importante [porque é] sobre as finanças - com os protagonistas setoriais de cada um dos partidos - também ajuda a ter uma campanha eleitoral mais elevada", defendeu.

Outros Artigos Recomendados