O Jogo ao Vivo

Exclusivo

Candidatos medem forças na campanha mais digital de sempre

Candidatos medem forças na campanha mais digital de sempre

Com o contacto "ao vivo e a cores" condicionado devido à pandemia, o palco das redes sociais assume um papel de maior destaque, com os candidatos à Presidência da República a apostarem no digital e a explorarem, mais do que nunca, o terreno muito fértil e bem real da Internet. Na eleição mais concorrida de sempre no digital, as milhares de interações geradas todos os dias entre políticos e eleitores poderá não se traduzir numa maior afluência às urnas.

Comparada com eleições anteriores, "esta é provavelmente a campanha em que mais se nota o peso das redes sociais. Não necessariamente refletido depois nos votos, mas na comunicação", garante ao JN José Moreno, um dos responsáveis pelo barómetro "Presidenciais 2021 nas Redes" do MediaLab do ISCTE, que analisa o desempenho dos candidatos às eleições presidenciais nas três principais redes sociais em Portugal: Facebook, Instagram e Twitter.

O esforço digital das candidaturas é evidente e faz parte da "preparação prévia da campanha, independentemente do contexto no qual nos encontramos", lembra Rita Figueira, professora e investigadora da Universidade Católica Portuguesa (UCP). Ainda assim, a especialista em comunicação política não descura a importância das ações de rua durante a campanha eleitoral, mais limitadas agora por causa das restrições impostas pela covid-19.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG